PAINEL 23


9

1. TEATRO AMAZONAS - Manaus. Inaugurado em 1896. Reformado em 1929 e em 1962. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico em 1966.
2. TEATRO DA PAZ - Belém, Pará. Inaugurado em 1878. Reformado em 1904. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico em 1963.
3. TEATRO SANTA ISABEL - Recife, Pernambuco. Inaugurado em 1850. Incendiado em 1869 e reaberto em 1876. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico em 1949.
4. TEATRO SÃO JOÃO - Salvador, Bahia. Inaugurado em 1812. Destruído por um incêndio em 1923.
5. TEATRO LÍRICO - Rio de Janeiro. Anterior Imperial Teatro D.Pedro II, inaugurado em 1871. Demolido em 1933/34.
6. TEATRO SÃO PEDRO DE ALCANTARA - Rio de Janeiro. Inaugurado em 1813. Incendiado e reconstruído três vezes. Desde 1923 e denominado Teatro João Caetano.
7. TEATRO PHOENIX - Rio de Janeiro. Construído em 1906. Demolido em 1958.
8. TEATRO DA EXPOSIÇÃO - Rio de Janeiro. Construído exclusivamente para a Exposição Nacional de 1908. Inaugurado em 12 de agosto.
9. TEATRO MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO. Inaugurado em 1909. Tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico em 1973.
10. TEATRO SANTANA - São Paulo. Inaugurado em 1900. Demolido em 1912.
11. TEATRO SÃO JOSÉ- São Paulo Inaugurado em 1909. Demolido.
12. TEATRO MUNICIPAL DE SÃO PAULO. Inaugurado em 1911. Restaurado em 1988.
13. TEATRO SÃO PEDRO - Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Inaugurado em 1858.

TEATROS DO BRASIL

        Os mais importantes e tradicionais teatros do Brasil foram palco de grandes e inesquecíveis temporadas teatrais e líricas. Com o passar do tempo, muitos desses velhos teatros, que durante anos receberam personalidades famosas e renomadas Companhias nacionais e estrangeiras, se incendiaram ou foram implacavelmente demolidos. Outros, de grande valor arquitetônico, foram tombados pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e permanecem erguidos e em atividade, como símbolos e representação de uma época.
        O Teatro Municipal do Rio de Janeiro, possivelmente o mais belo teatro do país, foi inaugurado a 14 de julho de 1909 e tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico em 1973. Projetado por Francisco Oliveira Passos em estilo eclético, inspirado na Ópera de Paris (1875), de Garnier, o Teatro ostenta uma ornamentação requintada com bronzes dourados, vitrais, lustres de cristal, mosaicos, colunatas e escadarias de mármore. As pinturas em suas rotundas, nas abóbadas e nas decorações parietais são obras de Henrique Bernardelli e Rodolfo Amoedo. As esculturas em sua fachada são de autoria de Rodolfo Bernardelli. O foyer, o Pano de Boca e a Cúpula foram elaborados por Eliseu Visconti.

BRAZILIAN THEATRES

        The most important and traditional theatres in Brazil were the stage for great and unforgettable theatrical and lyrical seasons. With the passing of time, many of those old theatres, that for many years welcomed famous personalities as well as national and foreign companies, burned down or were inexorably demolished. Some others, of great architectural value, were registered by the Historical and Artistic National Patrimony and are still standing and functioning as a symbol and representation of a time gone by.
        The Municipal Theatre of Rio de Janeiro, possibly the most beautiful one in the country, was inaugurated on July 14, 1909 and registered by the Historical and Artistic Patrimony in 1973. A project of Francisco Oliveira Passos in an eclectic style inspired by Garnier's Opera de Paris (1875), the theatre displays a refined decoration with gilded bronzes, stained glass, crystal chandeliers, colonnades, mosaics and marble staircases. The paintings on its rotunda, domes and walls are by Henrique Bernardelli and Rodolfo Amoedo. The sculptures on its facade are by Rodolfo Bernardelli. The foyer, the Stage Curtain and the Cupula were elaborated by Eliseu Visconti.

        
<< painel anterior
[Painéis]
painel seguinte >>