Banana

A banana chegou ao Ocidente trazida por comerciantes árabes, que a transportavam como um valioso alimento para ser consumido durante as viagens de suas caravanas, logo depois começaram a plantá-las nas costas do Atlântico. Seu cultivo, porém, teve início em sua própria terra de origem: as úmidas selvas da Índia e a península da Indochina.

Foram os árabes que lhe deram o nome pelo qual é conhecida em quase todos os idiomas: banan significa "dedo" em árabe. Foram também os árabes, como agricultores, na época em que ocupavam as Ilhas Canárias, que iniciaram as grandes plantações que fornecem a fruta para grande parte da Europa. Entretanto, esta planta bastante útil só conquistou o planeta quando o missionário Tomás de Berlanga, no início do século XVI, decidiu levar alguns rizomas da Canárias para o Novo Mundo.

A partir de então, extensos bananais começaram a avançar sobre as selvas do Caribe e das regiões tropicais da América, dando origem a enormes fortunas e criando acirradas disputas entre os comerciantes dessas "repúblicas das Bananas".

Símbolo dos países tropicais e muito conhecida no mundo todo, a banana, fruto da bananeira, é a fruta mais popular do Brasil. Embora não seja nativa do continente americano (é originária do Sul da Ásia e da Indonésia), adaptou-se muito bem ao nosso solo e clima e transformou-se num dos principais produtos de exportação do país. A bananeira é uma planta de caule subterrâneo, que se desenvolve em sentido horizontal, e do qual surgem as folhas que crescem para fora da terra, formando o falso tronco. Apenas uma vez na sua vida, cada caule falso dá um ramo de flores, que, aos poucos vai, se transformando num cacho de bananas, formado por pencas que, ao todo, podem chegar a somar até duzentas bananas. Depois de ter produzido o cacho, outro pé começa a crescer do rizoma subterrâneo e dele nascerá o próximo cacho.

A banana é uma fruta de alto valor nutritivo, muito rica em açúcar e sais minerais, principalmente cálcio, fósforo e ferro, e vitaminas A, B1, B2 e C. Fácil de digerir, pode ser dada às crianças a partir dos 6 meses de idade. Como quase não tem gordura, é indicada nas dietas baixas em colesterol. Pode ser consumida ao natural, como sobremesa, ou ser usada nos mais variados tipos de prato: salada de frutas, bolos, tortas, vitaminas, sorvetes, mingaus, recheios de aves e carnes, farofas, musses e sanduíches.

Uso medicinal

Diarréias: Tomar o caldo do cozimento da banana-maçã verde. Pode-se também usar a banana-prata quase madura amassada, sem misturar com outro alimento. Algumas colheres de chá, da seiva da bananeira (uso interno), são também indicadas.
Hemorróidas: Aplicar compressas locais com a seiva da bananeira.
Inflamações em geral: Aplicar localmente a casca da banana (fresca, parte interna) em compressas. Renovar a cada duas horas.

Composição Química  
Lipídios
0,20 g
Cem gramas de banana contêm:  
Cinzas
0,50 g
Calorias   Vitamina A (Retinol equivalente) 24 RE
B anana d ' água 95,00 kcal Vitamina B1(Tiamina) 57,00 mcg
Banana ouro 162,00 kcal Vitamina Bz (Riboflavina) 80,00 mcg
Água   Niacina 1,18 mg
Banana d'água 76,00 g Vitamina C (Ácido ascórbico) 8,00 mg
Banana ouro 60,10 g Alguns sais da banana, em 100 gramas:
Carboidratos   Potássio 40 I ,00 mg
Banana d'água 22,00 g Sódio 34,00 mg
Banana ouro 36,80 g
Fósforo 26,00 mg
Proteínas   Cálcio 20,00 mg
Banana d'água 1,30 g Ferro 1,06 mg
Banana ouro 2,39 g    

Fonte

http://www.beijaflor.online.pt/18/images/receita_banana.jpg
http://www.favaecia.com.br/origem.htm
http://www.geocities.com/atine50/frutas/banana.htm


<< anterior

[Cesta de Frutas]
próxima >>