Pitanga

A pitangueira (Eugenia uniflora L.) é uma planta da família das Myrtaceae, originária do Brasil, encontra-se por toda parte do país, espalhando-se desde o Nordeste até o Rio Grande do Sul, ultrapassando fronteiras para chegar até algumas regiões do Uruguai e da Argentina. Á planta pode alcançar até 10 m de altura com tronco irregular, ramificado, de cor avermelhada.


fonte : acervo de selos dos correios

Possuem folhas ovais avermelhadas quando jovens e de coloração verde quando adulta, e brilhantes, com aroma característico quando maceradas. Florescem de agosto a novembro. A floração da pitangueira é abundante, branca e perfumada.

Nascendo em pequenas ou grandes árvores, a pitanga, quando cultivada, é fruta típica e própria para quintais e pomares de residências urbanas ou sítios, onde a ornamental pitangueira pode compor bonitas cercas vivas e jardins.

Pitanga é uma palavra proveniente da língua tupi que quer dizer vermelho-rubro.

O fruto é arredondado, achatado nas extremidades com sulcos longitudinais, de coloração vermelha, rubra, roxa, às vezes quase preta, na maturação. O período de frutificação varia de outubro a janeiro.

Trata-se de uma fruta muito apreciada e a sua polpa é agridoce e perfumada. Da sua polpa se obtém geléias, vinhos, doces e licores. O estado de Pernambuco é um dos principais produtores e tem uma produção estimada em 1700 toneladas de frutos.

Conforme análise físico-química de 100 gramas de polpa de pitanga foram constatadas 38 calorias, 0,3g de proteína, 10mg de cálcio, 20mg de fósforo, 2,3mg de ferro 0,03mg de vitamina B2 e 14mg de vitamina C.


Usos medicinais:

• Decocto: excitante, antidisentérico, febrífugo, anti-reumático, aromático.
• Extrato alcoólico: bronquite, hipertensão, verminoses, tosse, febre, ansiedade
• É refrigerante e antiberibérica.
• As folhas combatem a febre, mesmo nas maleitas rebeldes.

Lendas e curiosidades:

• Em certos lugares as moças que perdiam a virgindade tomavam banho de acento, ou no vapor, e então sua virgindade era restaurada.
• Muitas vezes essas folhas são usadas para forrar o chão dos terreiros e das ruas, em procissões e dias festivos.
• Infelizmente, por ser fruta pouco cultivada em escala comercial, não é comum encontrar pitangas com freqüência nos mercados e feiras livres do Sul e do Sudeste do país, sendo sua distribuição nas grandes cidades ainda bastante irregular.

Fonte:

http://www.agrov.com/vegetais/frutas/pitanga.html
http://www.bibvirt.futuro.usp.br/especiais/frutasnobrasil/pitanga.html
www.correios.com.br
Dr. Flavio Rotman, A Cultura Popular pela Comida, 17ª ed.,Editora Record, Rio de Janeiro. 1997.


<< anterior

[Cesta de Frutas]
próxima >>